Suspeito que tirou ‘selfie’ com vítimas amarradas durante roubo é preso em RO

Segundo as investigações, jovem, de 19 anos, registrou o crime e postou nas redes sociais. Rapaz segue preso preventivamente no presídio Pandinha, em Porto Velho.

Um jovem, de 19 anos, envolvido em vários roubos a residências, foi preso na Zona Sul de Porto Velho no início desta semana. Segundo a Polícia Militar (PM) local, o suspeito chegou a registrar uma “selfie” com as vítimas amarradas ao fundo em um dos crimes junto ao comparsa. Ele passou por audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (4) e segue preso preventivamente na unidade prisional Pandinha, na capital.

Segundo o boletim de ocorrência, o rapaz foi encontrado no estabelecimento de sua avó, no Bairro Castanheira. Ele portava ilegalmente uma arma de fogo calibre 38. Ao ver a guarnição da PM, o jovem tentou fugir pelos fundos do local, mas acabou capturado.

Na residência dele, os policiais acharam um rádio transmissor que, conforme a PM, pode ter sido usado para acompanhar as ações da corporação e antecipar fugas.

Ainda de acordo com os policiais, vários objetos oriundos de roubos foram encontrados com o suspeito. Entre eles, um notebook que foi reconhecido por um casal que foi vítima de um assalto ocorrido na Zona Sul da capital no último dia 30 de março.

O casal contou aos policiais que, nesse dia, estava reunido com amigos quando o jovem e outros dois suspeitos armados anunciaram o assalto. Ameaçados e agredidos fisicamente, as vítimas foram trancadas em um quarto enquanto vários objetos eram roubados pelos assaltantes. Entre eles um notebook, joias, celulares e dinheiro em espécie.

Mesmo reconhecido pelas vítimas, o suspeito negou a participação no crime e afirmou que comprou o notebook de uma amiga pela quantia de R$ 120.

Questionado pelos policias sobre a arma, o jovem contou que também foi comprada de outro amigo por R$ 2 mil. A mesma versão foi dada para justificar a posse do rádio transmissor que, segundo ele, não funcionava.

A polícia também encontrou no celular do jovem uma foto em que o suspeito, junto com um comparsa, registra as vítimas amarradas e deitadas no chão.

Segundo as investigações, a “selfie” já era de conhecimento da PM após ter sido postada nas redes sociais. O suspeito confessou a participação nesse crime, cuja data ainda está sendo investigada pelas autoridades.

O delegado Jesus Silva Boabaid contou que o jovem tem várias passagens pela polícia por roubo, tanto que algumas delas datam de quando o suspeito ainda era menor infrator.

“Ele foi pego em flagrante pelo porte ilegal de arma e estava fora de flagrante do roubo (do dia 30 de março). Foi estipulado uma fiança no valor de R$ 10 mil. Ele não pagou e desceu para custódia. Ele tem muita passagem pela polícia por outros roubos, alguns quando ele ainda era menor de idade. Esses roubos agora serão investigados por outros departamentos de polícia. Ele é de alta periculosidade”, afirmou Boabaid.

Ao G1, a assessoria do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) informou que o jovem passou pela audiência de custódia na manhã desta quinta, onde ficou decidido que a prisão em flagrante do rapaz seria convertida em preventiva. Após a audiência, o jovem seguiu ao presídio Pandinha, em Porto Velho.

Ainda conforme o tribunal, o suspeito responderá pelo processo preso até a audiência de instrução. Disse ainda que a defesa, caso deseje assim, poderá impetrar um harbeas corpus, onde será julgado em segundo grau e concedida ou não a liberdade provisória.

G1 tentou localizar a defesa do rapaz, mas até o fechamento desta reportagem, não foi encontrada. Os demais envolvidos no roubo do dia 30 de março ainda não foram localizados.

promoção plan da sorte

Comentarios

Todos os comentários são de responsabilidade dos seus idealizadores.