Médico suspeito de cobrar por exame é afastado do Hospital Regional em Vilhena, RO

Um médico cardiologista, de 44 anos, foi afastado do Hospital Regional (HR), em Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho. A direção da unidade confirmou a informação nesta segunda-feira (10). Ele foi preso na última sexta-feira (7), suspeito de cobrar por um ecocardiograma, dentro da unidade de saúde.

Conforme a direção do HR, o familiar de um paciente denunciou que o médico havia cobrado R$ 380 por um ecocardiograma. O valor deveria ser pago na clínica particular do cardiologista. Após o pagamento, o médico realizou o exame no paciente dentro do hospital, com um aparelho portátil, levado por ele.

Após receber a denúncia, a direção do HR acionou a Polícia Militar (PM). O médico foi preso e levado para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido e liberado. A Polícia Civil informou que um inquérito será instaurado para apurar o caso.

Comentarios

Todos os comentários são de responsabilidade dos seus idealizadores.